Junte-se ao grupo de assinantes e receba dicas, e-books e artigos do HypnoPlace.



Vida Nova: a hipnoterapia te ajuda a alcançar seus objetivos

Um novo ano está começando. Tenha você pulado sete ondas ou não, serão mais 365 dias em sua vida que virão em pacotes de semanas “cheias”, ou seja, aquelas apenas intercaladas por um sábado e um domingo, e outras abreviadas por um Carnaval ali ou cortadas por um Dia do Trabalho acolá. Mas, afinal, o que tudo isso significa? Vamos refletir: cada um desses ciclos de 24 horas chegam repletos de desafios e, claro, de oportunidades.

Diante disso, você está preparada(o) para encarar as dificuldades e aproveitar as chances que serão apresentadas nos próximos 12 meses?

E, como somos seres de hábitos, é provável que você queira manter algumas rotinas e abandonar outras para sempre. Como janeiro é o mês oficial das resoluções de Ano Novo, de uma vida nova, é bem capaz de você até ter feito uma lista com uma série de boas intenções para colocar em prática a partir de agora. Aproveitando esta reflexão, me diga: se pudesse escolher, que transformação desejaria ver na sua vida em 2019? Pode ser uma grande mudança ou algo relativamente pequeno, mas que seja importante para você.

mulher de braços abertos olhando para paisagem

Fonte: Free-Photos / Pixabay

Vida nova, novos mapas

Sabe, bem em frente ao meu computador de trabalho, há um quadrinho que me serve de inspiração. Nele está escrito: “não use velhos mapas para descobrir novos lugares”. A frase é uma variação de “você não pode usar um velho mapa para ver uma terra nova”, creditada ao americano Gary Hamel, guru da área de estratégias de negócios.

Gosto muito desta frase porque quando percebo que não estou satisfeita com algum resultado, seja no âmbito pessoal ou profissional, questiono o que tenho utilizado como “guia” para minhas ações ou quais têm sido as minhas estratégias.

Acredito que todos nós buscamos melhorar alguma coisa em nós ou na relação com o que está ao nosso redor. Pode ser algo como perder alguns quilinhos, começar a guardar dinheiro para o futuro, ter uma vida menos sedentária, etc.

Agora, se já sabemos o que queremos, por que muitas vezes não conseguimos atingir nossos objetivos? Será que estamos com uma bússola interna desregulada, apontando para uma direção incorreta, ou nosso GPS interior está completamente desatualizado?

Mude suas estratégias!

Pensemos um pouco. Caso seja isso, como alguém pode chegar a um novo destino, a alcançar aquilo que deseja, se insistir em seguir por um caminho errado, muitas vezes no sentido oposto ao que o levará à sua meta? Parece algo simplesmente impossível.

Mesmo o motorista mais habilidoso do mundo, se for guiado por instrumentos que o conduzam por um trajeto incorreto, não chegará onde quer. Mas você talvez esteja se perguntando: tá, mas como é possível atualizar um GPS ou corrigir uma bússola dentro de nós mesmos?

Há diversas formas, claro, de mudar as estratégias pessoais para se chegar a um objetivo. O autoconhecimento e autodesenvolvimento podem vir, por exemplo, por meio da leitura, do estudo, fruto de um nível maior de consciência de si mesmo, de quem se é.

Tenho para mim que, tal qual uma pedra bruta, somos lapidados pelo conhecimento, que é capaz de nos transformar em algo de beleza interna extraordinária.Entender como a sua mente funciona e qual o papel do subconsciente também oferece uma série de possibilidades para mudanças de rumo.

Nesse contexto, a hipnoterapia se apresenta como uma poderosa ferramenta, pois com ela é possível ressignificar arquivos em nosso cérebro que podem estar por trás de crenças que nos limitam e de comportamentos que nos sabotam, e acabam nos impedindo de ter uma vida nova.

 

mulher olhando para a câmera sorrindo

Fonte: Free-Photos / Pixabay

Com vocês, a hipnose clínica

E é aí que entra a hipnose clínica em nossas vidas. Se agimos como agimos, é porque assim fomos programados um dia. É a mulher que não consegue acordar cedo porque, na infância, praticamente todas as manhãs, apanhava do pai. O homem que não é capaz de enriquecer porque ouviu em casa, da mãe, que os ricos são todos desonestos. A moça que não emagrece nem com todos os regimes e tratamentos possíveis porque foi abusada aos três anos e tem na gordura do corpo até mesmo uma barreira física contra novas situações de violência sexual.

São informações das quais dificilmente nos lembraremos no plano da consciência, mas que estão lá, devidamente enraizadas no subconsciente de cada um de nós. E que de lá só sairão quando tivermos coragem de encarar os nossos dilemas, quando fizermos terapia com hipnose, o que nos permite o acesso à parte mais profunda do nosso cérebro. É assim que vamos descobrir as causas dos nossos problemas, entender, ressignificar e seguir em frente.

Por se tratar de uma modalidade de terapia em crescimento, mas ainda não tão conhecida como vai ser um dia no Brasil, a hipnose clínica ainda é cercada por uma série de mitos. Pela minha experiência, os dois maiores são: não “voltar” do transe e perder o controle dos próprios atos.

Quando hipnotizados, que fique claro, não vamos a lugar nenhum. Muito menos deixamos de responder pelas nossas ações. O chamado estado hipnótico é tão somente um contexto de atenção focalizada, o ponto em que acessamos o nosso subconsciente. E nada mais. Na sessão, os clientes simplesmente vão dialogar com os terapeutas. Esqueça o que viu nos desenhos animados ou palcos da TV no passado.

Tenha o cuidado de pedir indicação e de checar a formação do profissional escolhido. Eu me formei hipnoterapeuta numa das instituições mais importantes e respeitadas da área  em todo o mundo, a Omni Hypnosis Trainning Center, com presença em mais de 20 países. Trabalhamos com base num protocolo seguro, muito bem elaborado, reconhecido com o certificado ISO 9001. E posso garantir que não há nada a temer.

Muito pelo contrário: a sensação de liberdade que invade o peito depois da terapia só conhece quem já foi hipnotizado um dia. Quem teve coragem de olhar profundamente para si mesmo e ir além. Que 2019 nos traga essa possibilidade, e faça de nós todos pessoas melhores quando janeiro de 2020 chegar. Vida nova para todos nós!

Se gostou do artigo, compartilhe com seus amigos e familiares. Até breve! 🙂

 

Hipnoterapeuta OMNI e jornalista. É especialista em hipnoterapia para crianças (Hypnokids) e mulheres. Também é mestra em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP. Defensora dos direitos da mulher, tem orgulho de ser uma das sócias da Fênix Hipnose Clínica, ajudando a combater desigualdades e fazendo do mundo um lugar melhor para nós todos.

X