Junte-se ao grupo de assinantes e receba dicas, e-books e artigos do HypnoPlace.



Sonhos lúcidos: tenha consciência nos sonhos com a hipnose

Quando sonhamos, a realidade dos sonhos parece ser auto-evidente. Por mais absurdas que possam ser as situações, geralmente não questionamos o conteúdo dos nossos sonhos.

Existem casos, porém, em que temos consciência de que estamos sonhando.

Já aconteceu com você, de se dar conta no meio de um sonho ou pesadelo de que está dormindo? A este fenômeno chamamos sonho lúcido.

Histórico dos sonhos lúcidos

O termo sonho lúcido foi cunhado por Frederik van Eeden, no início do século XX. Ao longo de 6 anos, ele registrou centenas de sonhos com essas características de consciência. Além de apontamentos detalhados sobre o conteúdo desses sonhos lúcidos, van Eeden começou a realizar experimentos enquanto sonhava.

Quando se dava conta de que estava sonhando, ele iniciava testes para ver que coisas seria capaz de realizar dentro do sonho. Voar, quebrar vidro com as mãos, provar diferentes tipos de bebidas. Ele notou que era possível criar cenários, objetos e ações de maneira voluntária e que ainda assim esse mundo onírico se comportava de maneira bastante realista.

Para a época, a questão da volição dentro dos sonhos era um problema filosófico. Muitos teóricos se contrapunham a van Eeden, dizendo que o que ele chamava de sonho era na realidade algum tipo de alucinação provocada por um estado de transe.

Esse embate somente pode ser resolvido com o advento do eletroencefalograma. O problema metodológico de identificar e sinalizar de alguma maneira quando um sonho lúcido ocorria, para que os dados fossem comparados com as medições do EEG, só foi resolvido por uma pesquisa de 1978, realizada por Hearne na Universidade de Liverpool.

Já que os sonhos acontecem durante o sono REM, em que os padrões de atividade cerebral se assemelham ao de uma pessoa em vigília, porém com paralisia temporal dos músculos, como tornar observável ao pesquisador que o sujeito está consciente de um sonho? Sonhadores lúcidos experientes foram convidados para a pesquisa e instruídos a movimentar os olhos da esquerda para a direita um número pré-acordado de vezes assim que se dessem conta de que estavam sonhando. Esse projeto permitiu desambiguar a questão e os sonhos lúcidos foram claramente atribuídos ao sono REM.

menina dormindo em um tapete

Fonte: cuncon / Pixabay

Por que estudar os sonhos lúcidos é importante?

Você pode talvez se questionar sobre a importância de estudar esse fenômeno. Existem alguns fatores que colocam o sonho lúcido como um objeto de estudo extremamente interessante.

Primeiramente, notou-se que os sonhos lúcidos tendem a ser lembrados com mais frequência e maior riqueza de detalhes do que outros sonhos. Isso já os coloca como o melhor meio, portanto, de testar teorias a respeito da natureza dos sonhos. Embora tenhamos muitos estudos sobre sonhos do ponto de vista neurofisiológico, a compreensão psicológica e antropológica desses fenômenos ainda é bastante baseada em evidências anedóticas.

Ter um acesso mais claro aos conteúdos oníricos e realizar experiências dentro dos sonhos permitirá a longo prazo compreender melhor como funcionamos.

Por outro lado, do ponto de vista mais empírico, praticantes de sonhos lúcidos relatam utilizar esse tipo de sonhos para processos terapêuticos, enfrentar questões difíceis de se lidar no dia a dia, entrar em contato com sua realidade psíquica, etc.

Se os sonhos lúcidos podem vir a ser uma ferramenta útil para o desenvolvimento pessoal, é necessário então compreender seu modus operandi e buscar técnicas que possibilitem que uma maior quantidade de pessoas cheguem a obtê-los de maneira voluntária. Para isso, é necessário produzir mais conhecimento na área.

Como ter sonhos lúcidos?

Embora essa pergunta careça de uma resposta rigorosamente científica, temos um apanhado geral de técnicas que podem auxiliar na busca por ter esse tipo de experiências. Essas dicas são baseadas nas vivências de pessoas que conseguiram atingir a capacidade de obtenção voluntária de sonhos lúcidos.

Crie o hábito de registrar seus sonhos, anotando, por exemplo. Isso facilitará que você se lembre de mais sonhos. E esse é o primeiro passo para uma experiência satisfatória com sonhos lúcidos. Afinal, não adianta nada sonhar e vivenciar esse contato se você não irá se lembrar quando acordar.

Aprenda a se perguntar algumas vezes durante o dia se você está sonhando. Olhe para chaves visuais e lógicas que ajudem a verificar que você está acordado. Faça o exercício cartesiano de se perguntar e duvidar sobre a verdade das coisas. Por mais que pareça absurdo, manter esse hábito aumentará a probabilidade de que ele ocorra durante um sonho. Quando essa pergunta acontece durante um sonho, ela abre a porta para a consciência onírica. Utilize auto-hipnose!

Auto-hipnose e sonhos lúcidos

Quais tipos de sugestões podemos utilizar em hipnose para aumentar a probabilidade de ter sonhos lúcidos?

Como o primeiro passo é aumentar a retenção dos sonhos em geral na memória, sugestões relacionadas a lembrar o que você sonhou são bastante úteis. Prefira formulações como “gosto muito quando me lembro dos meus sonhos” ou “sinto prazer ao lembrar de um sonho”. Sugestões atreladas a conteúdo emocional tendem a ser mais eficazes do que sugestões simples como “vou me lembrar de mais sonhos”.

livro aberto com uma garota e um cachorro simbolizando a auto-hipnose para os sonhos

Fonte: Comfreak / Pixabay

Quando você estiver feliz com a frequência de sonhos lembrados, inicie com sugestões de que durante o sonho você irá realizar testes de realidade. Alguns testes de realidade sugeridos são olhar para a palma das mãos ou tampar o nariz com os dedos e tentar respirar. Nos sonhos, é muito comum que não exista a percepção de detalhes das palmas das mãos e que consigamos puxar o ar mesmo com o nariz fechado. Mas se você observar alguma constante entre seus sonhos (que provavelmente você já deve anotar), use-a como teste de realidade! O melhor teste é aquele que parece mais natural a você. Alguns até lembrarão do filme Inception, em que os personagens criavam totens para realizar esses testes. Escolha aquele que for mais confortável para você.

Depois disso, insira sugestões de que com o teste de realidade, a consciência onírica tomará conta do seu sonho e você se permitirá continuar sonhando.

Continue com as sugestões, por mais que de início você tenha poucos sonhos. Com o tempo, a frequência desses sonhos irá aumentar. Persista.

Então, gostou de saber um pouco mais sobre sonhos lúcidos e como aumentar suas chances de ter essa experiência?

Conte para a gente o que você gostaria de fazer durante um sonho lúcido. Voar, se transformar em algum animal, viajar por galáxias diferentes? Deixe aqui nos comentários!

Se gostou do artigo, peço que comente e compartilhe com seus amigos e familiares. Até a próxima!

Psicóloga formada pela Universidade de São Paulo e hipnoterapeuta pela OMNI Hypnosis Training Center. Utiliza a hipnose na área clínica, com foco em tratamento de ansiedade. Trabalha também com hipnose experimental e auto-hipnose para desenvolvimento pessoal.

X