Junte-se ao grupo de assinantes e receba dicas, e-books e artigos do HypnoPlace.



Procrastinação e autossabotagem: como a hipnose pode ajudar

Dois dos grandes males dos tempos modernos são a procrastinação (a arte do “deixar para depois”) e a autossabotagem (queremos, mas fazemos tudo ao contrário e depois sofremos por isso).  Outro dado que chama atenção é o fato de que hoje, a quantidade de informações que recebemos por dia através da TV, jornais e internet é maior do que uma pessoa do século XVII teria em 1 ano.

Exemplo de procrastinação

Fonte: Freepik / katemangostar

Levando em conta esse cenário, é normal que nós passemos por momentos em que as coisas não andam da forma como nós gostaríamos. Para isso, algumas ferramentas terapêuticas como a Hipnose podem nos ajudar. Mas, antes disso, precisamos entender…. De onde vem a procrastinação? A autossabotagem realmente existe ou é um bloqueio mental que colocamos? E como a hipnose lida com ambas as situações? 

A Procrastinação

Procrastinar é o hábito de deixar de fazer algo importante para fazer outra coisa que não tem tanta importância assim. Ou seja, deixar para entregar o relatório no dia seguinte, dormir mais 10 minutinhos, adiar o início de um curso, ir ao banco… Os exemplos são diversos.

É muito comum deixar para o último momento aquilo que temos para fazer. E é importante notar que a procrastinação acontece somente com nossos deveres. Não procrastinamos aquilo que nos causa prazer ou satisfação.

Isso acontece pois o ser humano tem dificuldade para lidar com tarefas que possam ser complexas ou que não trazem benefícios a curto prazo. Entretanto, adiar as situações por medo de tomar uma decisão, tem impacto negativo sobre nossa vida.

  • Peso na consciência;
  • Nervosismo;
  • Sensação de incompetência;
  • Angústia;
  • Queda da autoestima;
  • Medo;
  • Sofrimento.

A constância do hábito de procrastinar ainda pode levar a problemas mais graves, como crises de ansiedade, estresse e também depressão.

Procrastinação na hora de acordar

Fonte: Freepik / mindandi

A autossabotagem

Primeiro é importante entendermos que, de maneira direta, a autossabotagem não existe. Afinal, você não consegue imaginar que jogaria contra o seu próprio time ou que daria chibatadas em si próprio, certo?

O que existe é um sinal claro da nossa mente subconsciente para que em determinadas situações a gente reaja de uma forma diferente da que nossa mente consciente reagiria. O mesmo princípio vale para quando nós entramos no estado de procrastinação, o que nos leva a acreditar que estamos nos “auto sabotando”.

O que muita gente não sabe, é que nossa mente subconsciente faz isso por puro instinto de auto preservação. Isso pode soar estranho, mas a verdade é que nossa mente é primitiva e trabalha de maneira muito instintiva com base em dois princípios:

– Aproximação do prazer;

– Fuga da dor;

Aposto com você que a tarefa que você postergou, não era a sua favorita. Certo? Muito bem… Sua mente subconsciente funciona como um grande sistema imunológico emocional que vai te “proteger de você mesmo”. Ou seja, ela vai te proteger da exposição ao desprazer, te proteger de sentir frustração ou dor. Neste sentido ela interpreta a tarefa como  um “perigo inconsciente”. 

A hipnose na solução da procrastinação e autossabotagem

Mas, como resolver as questões ligadas a procrastinação e autossabotagem? Bom, você pode tentar resolver isso usando a força de vontade. É claro que ela é um recurso finito e uma hora vai acabar, por este motivo muitas pessoas desistem e as vezes se conformam de que elas precisam de mais tempo pra fazer as coisas.

Uma outra forma é você buscar livros de autoajuda, aplicativos, ferramentas de produtividade  que se propõem a ajudar a trabalhar no sintoma da procrastinação. A maioria deles te dará um passo a passo para executar algumas ações, como por exemplo:

  • Seja organizado com suas tarefas;
  • Faça uma lista e eleja prioridades;
  • Estabeleça prazos factíveis para todas;
  • Não adie! Comece o quanto antes para evitar atrasos;
  • Lembre-se de celebrar e criar recompensas para quando concluir suas tarefas;
  • Elimine distrações como celular, e-mails e afins;

A origem do problema

Certamente existem pessoas que conseguem algum resultado, mas outros não conseguem melhorar, mesmo após se empenharem tanto. A razão? É que todas essas soluções não tratam a origem do problema, apenas funcionam como paliativos que administram o problema provisoriamente.

E esse é o grande diferencial da hipnose em relação a outras técnicas. Agora a pergunta que não quer calar: Como a hipnose pode traçar um novo rumo para superar esse obstáculo?
 

Paciente tratando a procrastinação na hipnoterapia

Fonte: Freepik

Dando os primeiros passos…

O primeiro passo, é você entender que a procrastinação é um “sintoma”. Pense nela como uma febre que você sente e resolve tomar um antitérmico para baixar sua temperatura e tratar o mal estar momentaneamente. É isso que os livros de autoajuda são: antitérmicos.

Muito bem, é claro que todo o sintoma tem uma causa, esta seria a “infecção” que desencadeou a febre.  É exatamente isso que a hipnose faz, ela trata o problema na raiz, para isso, é muito importante que você esteja cem por cento comprometido em resolver o problema, ser extremamente claro, objetivo, honesto e transparente com o hipnoterapeuta sobre  como você reage ou como se sente quando está procrastinando. Só assim será possível chegar ao cerne da questão, o ponto X que desencadeia o gatilho dessa ação. 

Então como a hipnoterapia atua na prática?

O hipnoterapeuta vai identificar o que chamamos de E.C.I. (Evento Causador Inicial) que desencadeou o comportamento da procrastinação, e mapear todos os E.C.S.’s (Eventos Causadores Subsequentes) que reforçaram o comportamento, reprogramando a mente para agir de maneira diferente e eliminar o padrão de repetição subconsciente.

Ao longo do processo ele avaliará e usará as técnicas mais apropriadas para cada caso, dentre elas estão a Regressão, a PNL e a auto hipnose. Essa é uma das razões pelas quais é tão importante fazer uma escolha cuidadosa do hipnoterapeuta que irá te acompanhar neste processo, apenas ele terá condições e expertise para dizer qual é o protocolo mais adequado para ajudar você a assumir o controle das suas emoções novamente.  Tais técnicas irão te ajudar a eliminar o gatilho e lidar com o bloqueio em procrastinar ANTES que ele aconteça.

Desta forma, você não precisará usar sua preciosa força de vontade, ou ter que ficar tomando ‘antitérmicos’ para resolver um problema.  A causa é exterminada no ninho. O resultado? Fim da procrastinação sem sofrimentos! Você será capaz de colocar sua mente para trabalhar a seu favor, lidar com o problema e evitar que ele volte a acontecer no futuro.

Curtiu o artigo? Então, compartilhe esse conhecimento por aí, especialmente com aquelas pessoas que você sabe que estão precisando de “uma mãozinha” pra resolver isso. 😉

Até a próxima!

Psicóloga, hipnoterapeuta Omni, practitioner em PNL e coach da mente.  Membro IBHEC (International Board Of Hypnosis Educational & Certification).  Pós-graduada em Gestão Estratégica de Pessoas, especializou-se em Transe Conversacional com Elisabeth Erickson, Neurociência aplicada ao comportamento humano e Psicologia positiva.   Acredita que o sentido da vida é encontrar o seu dom, e o propósito da vida é oferecê-lo, por isso, atua há 20 anos com desenvolvimento humano. É empresária e fundadora da Epopéia Ltda. Embaixadora da Rede Mulher Empreendedora em Campinas.  Voluntária Humanitarian Coaching Network que provê serviços de coaching para líderes da ONU e UNICEF.

X