Junte-se ao grupo de assinantes e receba dicas, e-books e artigos do HypnoPlace.



Mulheres mais poderosas com a hipnoterapia

A vida passa e a gente segue assim, correndo contra o tempo, tentando dar conta de tudo, acumulando tarefas, passando qualquer coisa na frente do cuidado com o próprio bem-estar. Como num circuito de atividades, vamos marcando o que já foi feito e o que ainda há para fazer.

Tudo bem que, como escreveu Guimarães Rosa, “felicidade se acha é em horinhas de descuido”, mas isso não quer dizer que nós tenhamos que ser tão descuidadas conosco. Muitas de nós estão acostumadas a viver assim, olhando para todos os outros antes de prestar atenção às próprias necessidades.

Vale lembrar que assim fomos ensinadas nesse mundo onde os homens ainda têm prioridade. O que vem mudando aos poucos, principalmente a partir do debate a respeito dos direitos das mulheres e do aumento das denúncias de violência. Uma discussão que vem ganhando força nos últimos anos.

O Brasil, vejam vocês, possui uma das legislações mais avançadas (neste campo) do mundo, a Lei Maria da Penha, que completou 12 anos de vigência em agosto de 2018.

Por isso mesmo, cresce o número de vítimas, famosas ou anônimas, dispostas a assumir publicamente que foram agredidas e que isso simplesmente não pode mais acontecer.

É nesse cenário de opressão que a hipnoterapia surge como uma aliada para tornar as mulheres mais poderosas. Uma oportunidade de olhar para o que há de mais profundo em cada uma de nós, de ir direto à causa dos problemas, identificando aquilo que nos rouba o sono e a alegria de viver, a leveza nos relacionamentos e assim por diante.

mulher feliz com suas emoções

Fonte: thisismyurl / Pixabay

Lágrimas que pulam dos olhos

Uma experiência transformadora e que nos traz para perto da nossa essência, daquilo que nós realmente somos. Como escreveu Clarissa Pinkola Estés no clássico Mulheres que correm com os lobos, não podemos nos distanciar da mulher selvagem que todas temos dentro de nós, ignorar as emoções, os sentimentos. Lutamos para ser mulheres mais poderosas a cada dia!

Nesse ponto, a hipnoterapia é certeira por acessar o subconsciente, por apontar o caminho da dor que se sente, todo sintoma tem uma causa, afinal. É com as causas que nós trabalhamos e assim temos a chance de transformar a vida de tantas mulheres.

Eu me lembro muito bem da primeira vez que fui hipnotizada na vida. Uma sessão de hipnoterapia muito bem conduzida, por sinal, feita segundo o protocolo OMNI, por um profissional credenciado, evidentemente. Nunca vou esquecer da liberdade do meu choro naquele dia, durante o processo. Quando abri os olhos, “voltando para o aqui e agora”, senti as lágrimas literalmente pularem. Não sabia que lágrimas podiam pular dos olhos, mas podem. Uma experiência maravilhosa, libertadora. Me senti livre como poucas vezes.

O meu foco, naquele atendimento, era trabalhar a minha fala rápida em muitos momentos. Nunca fui gaga, mas desatava a falar ligeiro com muita frequência. Queria saber o que estava por trás disso e descobri, guardadas em mim, muitas situações de desamparo e de querer me comunicar sem conseguir.

Foi uma oportunidade única de entender e perdoar a minha mãe, sempre tão dedicada, mas que precisou me deixar com a minha avó por um tempo para trabalhar quando eu era bebê. Ou uma prima que, quando eu tinha 4 anos, me perdeu na praia por estar mais preocupada em esperar o namorado chegar, o comportamento mais esperado para uma mulher de 20 anos que nunca tinha cuidado de uma criança, é óbvio.

Um processo muito bonito de ressignificação.

mulheres de diversas formas sorrindo juntas

Fonte: Hannah Nelson / Pexels

Mulheres mais poderosas: hipnoterapia para todas

Por ter sido transformada pela experiência da terapia com hipnose clínica, não tenho como não desejar o mesmo para todas as mulheres. Para as conhecidas, as desconhecidas, as pobres, as ricas, as opressoras, as oprimidas, as mães, as que não querem saber de filhos, as mais velhas, as mais jovens, todas nós.

Toda mulher merece a liberdade que só uma boa sessão de hipnoterapia pode oferecer. Na minha avaliação, seria um passo importante no sentido de fazer do mundo um lugar mais igualitário. Todas precisamos ressignificar os nossos dilemas, viver com mais plenitude.

Nesse sentido, não faltam bons exemplos de como é possível melhorar de vida depois de passar pela hipnoterapia. Não tenho estatísticas sobre esse ponto, mas, a partir da minha experiência profissional e dos relatos dos colegas, percebo que as clientes respondem pela maioria dos atendimentos.

Mulheres são comprometidas, corajosas, querem ir além! Basta que tenham informação e acesso a respeito das ferramentas mais eficientes para cada caso.

Assim foi com a jovem que não se aceitava nem conseguia usar biquíni até o dia em que descobriu ter sido rejeitada pelo pai, que preferia ter tido um menino.

Ou com a moça cujos relacionamentos amorosos terminavam sempre ao completar dez meses ao lado do parceiro. Essa era a programação mental dela, impactada, na primeira infância, por um diálogo entre a mãe e uma tia sobre como “os homens não valem nada”, por isso mesmo a tal tia “nunca tinha ficado mais de dez meses com ninguém”.

Assim pode ser com a mãe de trigêmeos em depressão severa depois de experimentar o desafio de cuidar de três bebês ao mesmo tempo. Com a advogada que sofre violência psicológica do parceiro há anos. Com a dentista que não consegue emagrecer por ter sido vítima de abuso por um tio aos quatro anos. Com a professora que leva tapas frequentes na cara do marido e acha que não adianta nada se separar, afinal, os problemas continuariam mesmo com um novo parceiro. Isso segundo a lógica equivocada de que de nada ia adiantar o trabalho de “terminar com um para começar com outro”.

mulher negra plena e realizada

Fonte: nappy / Pexels

Virando a página

É preciso dizer que o trabalho de virar a página adianta sim. Por que não adiantaria? Mulher nenhuma está fadada ao sofrimento, a não encontrar significado na própria existência.

A hipnoterapia está aí para nos dar um abraço, fazer as lágrimas pularem dos olhos e nos trazer para mais perto de nós mesmas. Para nos colocar frente a frente com a nossa melhor versão e assim nos permitir a alegria de viver em plenitude. A plenitude que todas nós merecemos conhecer.

Sejamos felizes! Sejamos mulheres mais poderosas!

Gostou do artigo? Então fique à vontade para deixar seu comentário e compartilhar essa reflexão com a sua rede. Até a próxima!

Hipnoterapeuta OMNI e jornalista. É mestre em Comunicação e Semiótica pela PUC – SP. Defensora dos direitos da mulher, tem orgulho de ser uma das sócias da Fênix Hipnose Clínica para Mulheres, ajudando a fazer do mundo um lugar melhor para ambos os gêneros.

X