Junte-se ao grupo de assinantes e receba dicas, e-books e artigos do HypnoPlace.



Marketing para Profissionais de Hipnose: Primeiros Passos

Que o Marketing é essencial para um profissional se destacar em qualquer segmento ninguém duvida. O problema é a visão incompleta de Marketing que muitos possuem.

Quando ministro aulas, palestras ou falo de Marketing com profissionais de Hipnose, muitos têm dúvidas de como divulgar seus serviços, que rede social usar, como devem produzir conteúdo, e por aí vai…

Isso tudo diz respeito à comunicação/propaganda, que apesar de ser um importante elemento do Marketing, é apenas parte dele.

Segundo a American Marketing Association, Marketing é a atividade, conjunto de instituições e processos para criar, comunicar, entregar e trocar ofertas que têm valor para consumidores, clientes, sócios e a sociedade como um todo.

Analisando o conceito, observamos quatro atividades envolvidas: criar, comunicar, entregar e trocar valor. Elas estão ligadas aos 4 Ps que compõem o que chamamos de Mix de Marketing: Produto, Promoção, Praça e Preço.

Ao realizar o plano de Marketing de seu negócio de Hipnose, você precisa definir cada um desses elementos, que explicarei nas seções seguintes.

 

Marketing para Profissionais de Hipnose Primeiros Passos

Produto

O primeiro P do Mix de Marketing é o Produto, que diz respeito ao que você entrega para o cliente, seja um bem físico ou um serviço.

No caso dos bens físicos, precisamos definir a matéria prima, tamanho, embalagem e as características do produto, por exemplo.

Já no caso da Hipnose, estamos falando de serviços, que podem ser shows para hipnotistas de entretenimento ou sessões de terapia no caso dos hipnoterapeutas. Nesse caso, é necessário definir como funcionará o atendimento, a quantidade de sessões, a duração e outros.

Por exemplo, Rafael Kraisch, que foi meu instrutor na Formação de Hipnoterapeuta OMNI, realiza 01 sessão de avaliação do cliente (anamnese + pre-talk), 01 sessão de atendimento (terapia propriamente dita) e 01 sessão de retorno (acompanhamento e algum tipo de complemento se necessário).

Outros hipnoterapeutas preferem fazer o pre-talk e a terapia em si na mesma sessão. Em resumo, não há uma regra, e cada profissional deve utilizar a estrutura mais conveniente.

Outra definição ligada ao produto é o tipo de atendimento que será feito. Alguns profissionais utilizam protocolos específicos de Hipnoterapia, outros utilizam métodos mistos e ainda há profissionais que oferecem serviços adicionais, como Coaching.

Preço

Uma vez que você definiu seu produto, é hora de definir seu preço e forma de pagamento. Essa é uma importante definição, pois está diretamente ligada à percepção de valor do cliente.

Imagine que você está procurando um consultor e recebe duas propostas. Uma delas cobra R$ 100,00 por hora de consultoria e a outra cobra R$ 900,00. Considerando que você não possua restrições orçamentárias, qual você contrataria?

Na Hipnose acontece o mesmo. Se você cobra um preço muito baixo, a qualidade do seu serviço será questionada pelo cliente, mesmo que não seja algo consciente.

Naturalmente que quando você cobra muito alto, algumas pessoas podem não ter poder aquisitivo para contratar seus serviços. Porém, considere que há pessoas com perfis variados no mercado e mesmo que alguns não possam, outros poderão. Além disso, você pode compensar um preço um pouco mais alto facilitando o pagamento, que pode ser dividido no cartão de crédito.

Cobrar um ticket elevado vai lhe posicionar positivamente no mercado, ao mesmo tempo em que lhe trará uma boa remuneração, permitindo que você trabalhe com satisfação e possa investir em estrutura e capacitação.

Se você não se sente confortável com isso, talvez haja alguma crença limitante lhe atrapalhando… Nesse caso, vale a pena procurar um colega terapeuta para lhe ajudar a superar esse desafio. 🙂

Praça

O terceiro P do Mix de Marketing é a Praça, também chamada de ponto de venda. Ele diz respeito ao local em que você atende seus clientes.

No caso da Hipnoterapia, a recomendação é que você tenha um consultório bem localizado. Assim como o preço está diretamente ligado à percepção de valor do seu cliente, o mesmo ocorre com seu consultório.

Desse modo, invista em um ambiente agradável, preferencialmente projetado por um bom arquiteto. No início da carreira, você pode iniciar com uma estrutura mais simples e ir incrementando ao longo do tempo. Isso será relativamente fácil, especialmente se você seguiu a dica relativa ao preço. 🙂

Promoção

Finalmente chegamos ao quarto e último P! A Promoção, também chamada de Comunicação, diz respeito às ações de divulgação de seu negócio de Hipnose.

Aqui você pode fazer uso tanto de estratégias físicas, quanto digitais. Existe uma infinidade de canais e ferramentas que você pode utilizar, de acordo com seus recursos e o estágio em que seu negócio se encontra.

Neste artigo, apresentarei algumas delas, de forma breve. No futuro, pretendo redigir novos artigos especificamente sobre cada uma.

Identidade Visual

O primeiro passo na comunicação de qualquer negócio é definir a identidade visual. Ela consiste na marca da empresa, cujo símbolo, cores e tipografia utilizados possuem um significado próprio.

Uma marca profissional passa credibilidade e ajuda a construir uma imagem positiva na mente de seu público.

Papelaria

Além da sua marca, você pode investir na criação de artes profissionais para papelaria. Você precisará, pelo menos, de um cartão de visitas, mas também poderá ter timbrado, pasta e folder.

Assim como a marca, esses materiais devem transmitir uma imagem de profissionalismo. Invista em uma boa gráfica, com acabamentos diferenciados, e aproveite a papelaria para divulgar seu e-mail, site e mídias sociais.

Website Institucional

Depois da papelaria (pelo menos o cartão de visita), é hora de falarmos de sua presença digital. É recomendável investir em um site institucional, que apresente o profissional, explique a Hipnose, os serviços oferecidos, mostre depoimentos de clientes satisfeitos e traga um formulário para que os visitantes entrem em contato ou marquem uma consulta.

Seguem algumas recomendações importantes, que sempre seguimos lá na Unu Agência Digital:

  • Design profissional, que passe credibilidade e segurança para o visitante;
  • Gerenciamento fácil, de modo que você mesmo possa atualizar sempre que desejado, sem custo (a plataforma WordPress é ótima para isso);
  • Integração com o Google Analytics, uma ferramenta gratuita do Google que apresenta várias estatísticas de visitantes;
  • Integração com pixel de remarketing do Google e Facebook, permitindo criar anúncios para quem foi no site e não marcou uma consulta ainda, por exemplo;
  • Uso de técnicas de Otimização para Mecanismos de Busca (SEO);
  • Carregamento rápido, que traz uma experiência positiva para o usuário e melhora o ranking no Google;
  • Compatibilidade com dispositivos móveis (responsividade), abrindo facilmente em smartphones e tablets;
  • Domínio próprio, permitindo que as pessoas acessem seu site pelo endereço www.nomedoseusite.com.br e que você tenha um e-mail [email protected] Os amadores utilizam sites e e-mails gratuitos, e fazer o mesmo fará você parecer com eles.

Se não puder fazer um site inicialmente, ainda assim é recomendável registrar seu próprio domínio. Isso permitirá que você utilize seu e-mail personalizado. Enquanto o site não estiver no ar, você pode colocar uma página simples mostrando sua marca, endereço e telefone.

Marketing para Profissionais de Hipnose Primeiros Passos

WhatsApp

O WhatsApp é uma ótima ferramenta de Marketing, por ser extremamente popular, simples e ter uma rápida comunicação. Você tanto pode utilizá-lo para atendimento ao público, quanto para construir relacionamento com sua audiência.

Nesse caso, é recomendável utilizar um número exclusivamente para isso, criar uma lista de transmissão com os contatos e entregar conteúdo de valor real para eles.

Google Adwords

O Google Adwords permite exibir anúncios com destaque quando alguém faz uma busca por determinadas palavras-chave no Google.

Você pode criar campanhas focando em palavras-chave específicas e restringindo a exibição à sua localidade.

Facebook Ads

O Facebook Ads permite veicular campanhas no Facebook ou Instagram. Embora não permite impactar as pessoas no exato momento em que elas estão procurando por seu serviço (como no Google), a plataforma oferece uma segmentação baseada em interesses extremamente poderosa.

Você pode criar campanhas focando em públicos diversos, com imagens ou vídeos, e verificar o que mais gera resultados.

Conteúdo no Facebook e Instagram

Além de veicular anúncios no Facebook e no Instagram, você pode publicar conteúdo de valor para o seu público. O ideal é que esse conteúdo te ajude a atrair clientes, seja gerando interesse pelos seus serviços, falando como funcionam ou quebrando objeções que impedem as pessoas de lhe contratar.

Quanto maior a periodicidade de publicação, melhor, desde que mantenha a qualidade. Em um primeiro momento, você pode realizar algumas postagens semanais, podendo inclusive repetir o mesmo conteúdo no Facebook e Instagram.

E-mail Marketing

Várias pesquisas apontam que o E-mail Marketing é a ferramenta mais efetiva do Marketing Digital, tanto para captar novos clientes, quanto para fidelizar clientes já existentes.

O “segredo” para um E-mail Marketing de sucesso é a qualidade da base de contatos. Não adianta “conseguir” uma base aleatória de cadastros. Você precisa construir sua própria lista de contatos oferecendo algo de valor em troca do e-mail deles.

Utilizando uma ferramenta adequada, você pode automatizar.

YouTube

Nos últimos anos, o YouTube vem se consolidando como uma mídia social de grande audiência. Você pode aproveitar todo o seu potencial produzindo vídeos explicando sobre seus serviços, gerando interesse neles ou ainda publicando depoimentos de clientes.

O legal é que você não precisa de equipamentos especiais para isso. Um bom smartphone permite produzir vídeos com qualidade suficiente para internet, desde que tenha atenção à iluminação e ao som.

Blog

Além do site institucional, um Blog permite que você construa autoridade, tornando-se uma referência no seu mercado a partir da publicação de artigos de qualidade.

Não precisa ser um site separado, pode ser uma seção dentro dele . Quanto à periodicidade, você pode iniciar com artigos mensais e depois ir intensificando.

Coloque em Prática

Agora que já falamos de cada um dos 4 Ps do Marketing, chegou a hora de você colocar a mão na massa! Defina detalhadamente seu produto, seu preço e forma de pagamento, o ponto e as estratégias de comunicação.

Lembre-se, você não precisa de todas elas para começar. Selecione as mais simples para iniciar e vá incrementando na medida em que for colhendo os resultados!

O que achou do artigo? Sobre que assunto você deseja saber mais? Deixe seu comentário e defina o tema do meu próximo artigo! 🙂

Professor, consultor em marketing digital, hipnoterapeuta OMNI e empresário, à frente do Portal Digaí e da agência Unu Digital. É graduado em Ciência da Computação, mestre e doutor em Administração e pesquisador nas áreas de Empreendedorismo, Negócios e Marketing Digital. Já ajudou milhares de empresas e profissionais liberais a aumentarem sua visibilidade e multiplicarem suas vendas com a ajuda da internet. É autor e coautor de vários livros e e-books, dentre os quais “Negócios Digitais” (best-seller da Veja) e “Seu Site no Topo” (mais vendido da categoria na Amazon Brasil no mês do lançamento).

X