Junte-se ao grupo de assinantes e receba dicas, e-books e artigos do HypnoPlace.



Hipnoterapia: Auxílio no tratamento de doenças físicas

Antes de colocar meu ponto de vista sobre esse assunto, eu gostaria de começar aqui lhe fazendo umas perguntas. Você acha que a natureza em sua plena inteligência seria capaz de criar doenças com o intuito de fazer o mal a nós mesmos? Seria possível que tudo que entendemos por doenças possam ser programas biológicos de sobrevivência? Será que a natureza gastou milhões de anos na criação das espécies e não criou mecanismos para gerenciar a autorrecuperação? Você acha que a hipnose pode ajudar no tratamento das doenças físicas?

Venha comigo, vamos conversar um pouco mais sobre isso!

tratamento de doencas

Surgimento da vida até o Homo sapiens

Convido vocês para um pequeno passeio, e esse passeio começa há cerca de 13,5 bilhões de anos com uma grande explosão que demos o nome de Big Bang. Nesse momento surge a matéria que vai se condensando até que há 4,5 bilhões de anos surge o planeta terra, onde no inicio não era possível existir vida, pois aqui as temperaturas eram muito quentes e não possuíam os elementos necessários para a formação da matéria orgânica.

Os primeiros seres vivos que se tem notícias são as células procariontes com aparição há cerca de 3,5 bilhões de anos, de forma que a natureza foi se adaptando e dando origem a novos seres, dentre eles as células eucariontes, vermes, invertebrados, vertebrados e finalmente nós os seres humanos. Esse processo não se deu aos saltos, visto que para haver evolução é preciso que ocorra memorização. Devido a isso, nós os humanos só aparecemos há 60 mil anos.

Posto isso, é fundamental a compreensão de que os sistemas que gerenciam o funcionamento do nosso corpo são os mesmos que em todos os animais na natureza, dentre eles os sistema digestório, respiratório, excretor, reprodutor, entre outros.

Dessa forma os seres são capazes de colocar esses programas biológicos em ação para que vivamos em equilíbrio (homeostase). Agora, se a natureza criou seres com capacidade de se equilibrar e curar… como os seres humanos perderam essa capacidade e passaram a desenvolver doenças crônicas que são incompatíveis com a vida na natureza? Será que o modo como vivemos e nossas emoções podem ter alguma relação?

tratamento de doencas

As emoções e a interferência nos processos de autoequilíbrio físico

Ora, assim como a natureza não deu saltos na formação dos sistemas de manutenção da vida no planeta terra, ela também não deu no surgimento e desenvolvimento do Sistema Nervoso Central (SNC).

Sabemos hoje que essa estrutura é a responsável pela comunicação entre todas as células e partes do nosso corpo, de forma que todos os órgãos que possuímos são gerenciados por uma parte do nosso cérebro chamada de tronco cerebral, o disjuntor do Sistema Nervoso Autônomo, de forma que é impossível nós darmos a ordem para que nosso coração pare de bater e o mesmo nos obedeça. Ele funciona independente de nossas vontades e fora do nosso controle.

Os mamíferos foram os primeiros a desenvolverem o cérebro emocional, e  surge, ai, a capacidade de sentir. Porém na natureza uma zebra não fica magoada, triste e muito menos passa a odiar o leão,por exemplo, porque o mesmo atentou contra a sua vida. Ela simplesmente foge do ataque e caso consiga escapar e não tendo mais a ameaça, simplesmente volta a sua rotina normal.

Contudo nós seres humanos passamos a julgar a intenção do leão e devido a nossa complexidade de pensamento passamos a ter medo do mesmo ou até imaginarmos que o predador está ali nos esperando para nos devorar.

Esse processo se dá com todos os sentimentos que aprendemos nas experiências de nossas vidas. Como vivenciamos o amor, o abandono, a rejeição e os medos. O que nossos pais, avós, tios, professores nos ensinaram como verdades absolutas e que não eram, nos tornando reféns das nossas próprias crenças, hábitos e emoções.

A grande pergunta é: O que isso tudo tem a ver com doenças físicas e principalmente com hipnose??

tratamento de doencas

Hipnoterapia e tratamento das doenças físicas

Partindo do princípio que na natureza os animais conseguem se reequilibrar, se curar de suas feridas e doenças, e que eles lidam com as emoções de forma diferente de nós, podemos então concluir que, o que nos diferencia biologicamente deles é a forma de como vivenciamos os eventos em nossas vidas, a forma como armazenamos nossas experiências em nossas mentes, com as mais importantes das finalidades que são a autoproteção e autopreservação e isso pode, sim, estar relacionado com as doenças crônicas que desenvolvemos.

Se formos capazes de gerenciar, ressignificar, entender e principalmente perdoar as coisas e pessoas que fazem parte da nossa história, com certeza permitiremos que nosso corpo faça aquilo que demorou bilhões de anos para aprender: autoequilibrar-se e regenerar-se.

A hipnoterapia é a ferramenta que melhor nos permite tocar nessas feridas, pois com essa técnica podemos acessar tudo que se encontra guardado dentro de nós, no nosso subconsciente. Fazendo uma verdadeira faxina em tudo aquilo que impede que nossos programas biológicos de sobrevida nos coloque de novo nos trilhos de nossa saúde física, mental e espiritual.

Temos no nosso interior muitas ferramentas, muitas das quais nāo temos a mínima noção, que podem auxiliar no processo de autocura e restabelecimento de nossa percepção como seres integrados, mente, corpo e espírito.

Acreditando nisso, não nascemos com uma doença crônica, mas em algum momento a adquirimos, nós podemos também  achar as soluções, nos livrando delas.

  

Médico do hospital Beneficência Portuguesa de São Paulo, pós-graduado em Iowa – Estados Unidos, com especialização em Cirurgia da Coluna Vertebral. Especialista em utilizar o protocolo de hipnoterapia OMNI como ferramenta no tratamento de doenças físicas.

Há muitos anos vem estudando tudo sobre o assunto, na tentativa de conseguir entender as correlações e interligações entre corpo, cérebro e mente, fazendo a análise evolutiva do desenvolvimento cerebral com as aquisições de programas biológicos.

Foi convidado a se tornar um instrutor da OMNI Brasil, fazendo uma formação de instrutor na Suíça, auxiliando também em projetos e pesquisas na área da hipnoterapia.

X