Junte-se ao grupo de assinantes e receba dicas, e-books e artigos do HypnoPlace.



Hipnose para alavancar sua performance

A Hipnoterapia é uma forma de tratamento para transtornos psicológicos, físicos, emocionais, hábitos e sentimentos indesejados. Em muitos casos, como em doenças, é utilizada como auxílio ou parte do tratamento, de forma alguma dispensando o tratamento médico e ou psicológicos.

O princípio da hipnoterapia diz que em nossa mente há uma memória de longo prazo, que tem a capacidade de gravar todos os eventos que aconteceram conosco, desde quando estávamos na barriga. E toda essa memória nos traz aprendizados, é através dela que criamos hábitos, crenças, limitações mentais e até doenças. Em resumo, nossas experiências resultam em programações mentais que definem quem somos.

Hipnose para alavancar sua performance

De uma forma breve e simples vou explicar o porquê desenvolvemos cada uma dessas coisas.

Hábitos: Nosso corpo precisa criar hábitos para economizar energia. Pense hoje, quantas decisões você tomou. Bem, você escolheu qual pé colocar primeiro no chão ao levantar da cama, escolheu o que fazer depois de levantar (talvez escovar os dentes ou lavar o rosto), escolheu também qual roupa vestir. Mas pensa, em todas as suas escolhas, quantas delas foram conscientes?

Na verdade, a maioria das nossas escolhas são automáticas, não utilizamos a parte analítica para definir qual a melhor forma de se fazer.

Um exemplo claro é sobre dirigir: lembra quando você aprendeu a dirigir, o quanto era era difícil pensar em cada movimento para trocar uma marcha? E hoje você sai de casa, chega ao destino e nem percebe o caminho que percorreu. Não é verdade? O mesmo ocorre com diversas coisas no seu dia a dia, como caminhar, escovar os dentes, desenvolver uma ideia, etc.

Ao fazer coisas de forma automática, você economiza uma energia grande do seu cérebro e isso é ótimo. Evoluímos para isso. O problema é quando criamos um hábito negativo e precisamos nos livrar dele, quem já tentou, sabe como é difícil, por exemplo, acostumar-se a comer coisas saudáveis ou parar de passar tempo demais no Facebook. Enfim, cada um conhece seu mau hábito.

Crenças: Tudo o que ouvimos desde pequenos, principalmente de pessoas que são autoridades para nós, acaba se tornando uma crença, muitas de nossas crenças nem mesmo conseguimos perceber, mas tudo o que somos ou fazemos é baseado em uma crença que foi aprendida ao longo da vida pelas experiências.

Por exemplo, uma criança que tira uma nota ruim em matemática e começa a acreditar que a matéria é difícil, em seguida, os colegas dizem que é difícil mesmo, e confirma a crença, e depois pais e professores dizem que ela é ruim em matemática. Crença criada, a criança passa a ter dificuldade com toda a área de exatas. Perceba que a mente dela tem a mesma capacidade intelectual das outras pessoas, mas agora ela está acreditando que não pode, então realmente não será possível para essa pessoa se desenvolver nessa área.

A crença está em tudo, nas coisas que gostamos de fazer, nas quais escolhemos trabalhar, na forma como pensamos sobre o mundo, na nossa personalidade, etc. Ela é fruto de todas as nossas experiências que estão guardadas no nosso subconsciente.

A maioria das crenças são formadas antes dos 12 anos e depois dessa idade é difícil mudar uma crença enraizada. As crenças mais fortes foram criadas em sua mente em um momento emocional, para te ensinar com essas experiências.

Doenças: Uma parte da nossa mente tem como função principal nos proteger, e ela programa certos padrões em nossa vida com essa finalidade.

É ela a responsável por evitar que você atravesse a rua sem olhar para os dois lados ou que te impede de fazer coisas de alto risco. Ela que causa o medo que te protege de coisas ruins acontecerem com você.

O problema é que muitas vezes esses padrões são exagerados ou até criados por interpretações distorcidas, e eles podem vir a se tornar doenças que certamente não desejamos.

Vou dar um exemplo: A criança foi rejeitada dentro da barriga da mãe, que desejava o aborto. Na infância, a família está em uma crise financeira e o pai reclama com a mãe sobre pagar o colégio caro que ela frequenta, e a mesma escuta. Na adolescência, a mãe fica doente e ela cuida, mas a mãe vem a falecer.

Todos esses eventos trouxeram uma emoção negativa muito forte. O subconsciente entende de forma distorcida que ela causa mal às pessoas que ela ama e por isso, ele acha melhor que ela morra, para evitar que volte a sentir isso. Nesse momento, ela pode desenvolver uma doença autoimune, é o subconsciente tentando protegê-la de si mesma.

Muito estranho pensar que é sua própria mente fazendo coisas contra sua vida, mas é que a mente subconsciente não tem capacidade analítica, ela aprende com experiências; se ela percebe uma emoção muito ruim, ela decide causar algo para te proteger de ter essa emoção novamente, mesmo que seja algo que você não queira, e você não tem como saber disso.

A mente subconsciente não tem capacidade de analisar as situações, por isso ela distorce as interpretações causando, algumas vezes, proteções exageradas.

Dessa forma, podemos desenvolver diversos tipos de doenças, até mesmo lesões físicas que não melhoram.

Limitações mentais: As limitações mentais, também chamadas de crenças limitantes, vêm por motivos bem parecidos com a doença. Uma limitação mental bem comum no brasileiro é em relação ao dinheiro.

A maioria de nós ouvimos certas coisas ao longo da vida como: “dinheiro não compra felicidade”, “pra que juntar dinheiro, se quando eu morrer vai ficar tudo por aí?”, “nós somos pobres, mas somos honestos”, enfim, diversas frases que colocam dinheiro como algo negativo.

Além disso, quem nunca presenciou conflitos entre pessoas queridas por causa de dinheiro?

Todas essas experiências acabam ensinando à sua mente que não se pode ter muito dinheiro. Sua mente consciente pode hoje entender que ter muito dinheiro é incrível, te proporciona ajudar mais pessoas, a ter mais qualidade de vida, a formar melhor seus filhos.

Mas, lá no fundo, suas experiências ensinaram que você não pode ganhar muito, então você tem um teto financeiro estabelecido e programado dentro da sua mente, que nem você mesmo sabe.

Pensa na sua história financeira ou de pessoas que você conhece, quando tudo estava indo muito bem e no momento que ganhou mais dinheiro, aconteceu algo em paralelo que fez perder. É incrível como isso sempre acontece.

Todos nós temos esse teto, eu conheci um jovem bilionário que aos 27 anos tinha construído fortuna, partindo do 0, e em uma sessão de hipnose em grupo ele encontrou crenças limitantes e percebeu que não estava ganhando o máximo que poderia.

Isso, para mim, foi a grande comprovação de que todos nós temos um teto, não só para dinheiro, mas para sucesso, relacionamento, capacidade funcional, capacidade intelectual e diversas coisas.

Hipnose para alavancar sua performance

Como alcançar o sucesso

Agora que você entende que há muitos fatores que estão limitando você de estar em sua máxima capacidade de performance, fica evidente o quanto a hipnoterapia pode ajudar no seu desenvolvimento como pessoa e o quanto ela pode fazer você performar muito mais.

Imagina poder reprogramar um hábito negativo ou inserir um hábito saudável, se ver livre de doenças que atrapalham no seu dia a dia, reprogramar as crenças que te tornam inferior à sua capacidade e mudar seu teto para o que te trará sucesso… A hipnoterapia pode atuar em todas essas áreas e trazer total transformação.

O primeiro passo é a busca por autoconhecimento

A melhor forma de buscar autoconhecimento é se fazendo perguntas, um processo de coaching ajuda muito nessa descoberta, mas você, sozinho, pode começar se perguntando.

Primeiro, entenda o que você quer. Qual meu objetivo? Que tipo de resultado estou esperando? Ao longo prazo, onde desejo chegar?

Depois de definir sua meta, entenda sua situação atual. Quais recursos eu já tenho para alcançar? O que tenho feito que está contribuindo para esse resultado? O que tenho feito que não está contribuindo para esse resultado?

Liste as coisas que estão contribuindo e as que não estão. Seja muito sincero e rigoroso com essas respostas.

Dentre as coisas listadas como sabotadores, quais delas mais atrapalham? Se pergunte: Qual dessas coisas, que atrapalham meu resultado desejado, posso deixar de fazer? Liste até três coisas que mais sabotam seu resultado.

Faça o mesmo com as coisas positivas. Qual dessas coisas que estou fazendo me dão mais resultados?

Se você é uma pessoa multitarefa, que tem mil prioridades, experimente a pergunta retirada do livro A Única Coisa: “Qual é a única coisa que posso fazer de modo que ao fazê-la, o restante se torne mais fácil ou desnecessário?”

Encontre onde focar sua energia!

Hipnose para alavancar sua performance

Use as informações que obteve de você mesmo

Agora que você sabe as principais coisas que te impedem de ter bons resultados, primeiro tente relacioná-las, talvez todas elas são sabotadoras relacionadas a uma mesma crença limitante. Se for, você já sabe qual crença vai trabalhar, se não, você vai ter mais trabalho e precisará resolver mais de um ponto, mas tudo bem.

Para solucionar seus sabotadores, você pode usar a auto-hipnose que é um processo fácil de ser realizado, traz resultados em curto/médio prazo, mas algumas vezes é pouco eficiente para pontos mais enraizados.

A hipnoterapia é um processo incrível, de resultado muito eficiente para desenvolvimento pessoal, modificando as programações erradas que você tem hoje, para programações positivas alinhadas com o seu desejo. É uma ferramenta muito eficiente, trazendo resultados surpreendentes, muitas vezes em uma única sessão.

A auto-hipnose ajuda muito nisso, mas se você tem uma crença que limita seu sucesso ou se você está no seu teto programado e isso é enraizado, pode ser que apenas a auto-hipnose tenha o resultado limitado, pelo fato de ser menos profunda e não tratar a causa da programação, nesse caso, a hipnoterapia vai agir para modificar a programação que te sabota e modificar seus parâmetros para algo muito superior.

Indico que comece a fazer auto-hipnose o mais rápido possível, pois é um processo muito fácil de ser realizado, e caso você não saiba, busque por um hipnoterapeuta capacitado, trate seu maior limitador e peça para ele te ensinar  a fazer auto-hipnose. 

Após a hipnoterapia, use e abuse de auto-hipnose para seu desenvolvimento.

É incrível pensar em reprogramação mental, não é verdade? Imagine a quantidade de coisa que você poderia fazer melhor, agora imagine o resultado incrível que isso traria. Imensurável!

Com todo esse entendimento, pare de adiar seu sucesso e comece logo a buscar as soluções, reprograme sua mente com constância para ter os melhores resultados.

Se gostou desse artigo, compartilhe com seus amigos!

Engenheira, empresária e COO da OMNI Brasil, coaching e hipnoterapeuta OMNI.Tem um grande foco em ajudar jovens em desenvolvimento pessoal, principalmente voltado para área de descoberta profissional. E tem por objetivo ajudar na formação de milhares de hipnoterapeutas pelo Brasil e quem sabe do mundo, para que dessa forma cada vez mais pessoas possam ser ajudadas através dessa ferramenta incrível que é a hipnoterapia.

X