Junte-se ao grupo de assinantes e receba dicas, e-books e artigos do HypnoPlace.



Curso de hipnoterapia: como oferecer o melhor

Você já pratica hipnoterapia há bastante tempo e quer passar isso à frente montando um curso na área? Ou talvez já até tenha um curso e quer deixá-lo ainda melhor?

Bem, algumas pessoas ficam curiosas em saber como a OMNI Brasil fez tanto sucesso e é recomendada para qualquer adepto do tema.

Alguns pensam que eu prefiro manter esses segredos a 7 chaves para ninguém copiar. Porém, penso o contrário. O mercado é enorme, e quanto mais pessoas satisfeitas com os cursos que elas fazem por aí, mais o mercado cresce, fazendo a OMNI Brasil crescer mais ainda.

Então, aqui vou explicar os 7 principais pilares que (acredito eu) fazem um curso de sucesso e, ao final de cada ponto, vou comentar como aplicamos ele na minha própria instituição.

homem dando curso de hipnoterapia

Fonte: Pixabay

1. Resultados do instrutor

Uma das principais coisas que um estudante de hipnoterapia precisa para realmente se entregar aos estudos dessa arte, é confiar 100% no que está aprendendo, para depois experimentar e ver como o resultado acontece em sua própria prática.

Porém, isso só é possível se o instrutor do curso tiver resultados excepcionais utilizando as ferramentas que ensina. Dessa forma, os alunos vão se inspirar no instrutor, aumentando o aprendizado e então os resultados após o curso.

Esses resultados incluem utilizar os conhecimentos da hipnoterapia no dia a dia, para ter uma vida mais feliz e plena, como também resultados financeiros. O objetivo do estudante é viver (bem) da hipnoterapia. Mas se nem o instrutor pode viver do que ensina, como o estudante poderá se entregar ao que ele ensina?

Trabalhe bastante nos seus resultados profissionais como hipnoterapeuta e construa uma autoridade natural com os seus estudantes.

Como é na OMNI: Todos os nossos instrutores possuem a agenda cheia e cobram pelo menos R$2.500 pela terapia (que tem, na média, entre uma e duas sessões). Quando eles falam isso para os estudantes no início do curso, imediatamente ganham a admiração e o interesse de todos.

2. Curso de hipnoterapia: metodologia duplicável

Se você quiser passar seu conhecimento adiante, de nada adianta você ser o melhor hipnoterapeuta do mundo e não saber explicar o que você faz de forma simples e metodológica.

E como já expliquei, para o seu curso ser um sucesso, seus alunos precisam ser um sucesso. E eles só vão alcançar isso se tiverem uma metodologia objetiva.

Isso não significa que eles devem ser suas cópias, falar ou fazer exatamente as mesmas coisas que você. Porém, é necessário haver um processo, onde os seus alunos saibam em que ponto do caminho estão a cada instante da terapia, o que analisar, o objetivo a ser alcançado naquele ponto, e formas de alcançar tal objetivo.

Portanto, para ter um curso em que seus estudantes tenham resultados excepcionais, aprofunde no que você faz e crie uma forma de colocar tudo isso num passo a passo claro e objetivo.

Como é na OMNI: Exploramos isso a tal ponto que conseguimos até obter uma certificação ISO9001 no nosso processo terapêutico, atualmente sendo o único do mundo na área. Isso realmente aumenta a confiança dos estudantes ao aplicarem, pois sabem que se funciona para alguém, também vai funcionar para eles.

3. Consistência e Evolução constante

Não se iluda achando que os seus primeiros cursos já serão incríveis. Podem ser até muito bons (principalmente se você aplicar as dicas deste artigo), porém apenas a prática leva a perfeição.

E você provavelmente já ouviu ou leu isso antes, não é verdade?

Porém, o objetivo deste ponto é esclarecer essa frase. Não é simplesmente sair ministrando cursos e acreditar que isso é o bastante para evoluir.

Da mesma forma que seu estudante precisa de um processo ou método para seguir e alcançar bons resultados na terapia, você também precisa do mesmo para ir evoluindo o seu treinamento.

Então, a cada curso você pode analisar o que pode ser melhor e testar no próximo curso. É muito importante que você faça esses testes de forma pontual, se você mudar diversas coisas de uma turma para outra, não vai saber realmente o resultado que uma ação teve.

Como é na OMNI: O fundador (Gerald Kein) deu seu primeiro treinamento OMNI em 1979, e desde então foi evoluindo pouco a pouco. E atualmente ainda fazemos ajustes finos na nossa formação, buscando sempre alcançar mais alunos formados com resultados mais e mais rápidos.

4. Conteúdo completo

O objetivo de alguém que busca uma formação em hipnoterapia (em geral) é ser um profissional nesta área. E para isso não basta aprender técnicas de terapia e hipnose.

Ele precisa saber como lidar com pessoas, como se portar como um hipnoterapeuta, como fazer parcerias, o que ele pode ou não legalmente, como montar um consultório, como arrumar clientes, etc.

E se você é um hipnoterapeuta de sucesso, com certeza sabe de tudo isso, portanto é importante compartilhar no seu curso.

Além disso, se realmente quer ter um curso de sucesso, é fundamental abrir todos os seus “segredos”, seja em relação a técnicas de hipnose ou a negócios. Lembre-se, quanto mais seus estudantes souberem, mais seu curso será considerado um sucesso.

Dica extra sobre isso: menos é mais. Cuidado com excesso de informação! É importante, sim, você abrir todos os segredos, mas de forma objetiva, guiando os seus estudantes ao que devem fazer.

Por exemplo, é melhor ensinar muito bem uma única ferramenta que funciona na grande maioria dos casos, ao invés de ensinar várias ferramentas e técnicas só para dar “mais conteúdo”. Isso só gera insegurança no estudante, pois ele não vai saber qual usar.

Como é na OMNI: Ao mesmo tempo que buscamos ensinar todos os conteúdos que um profissional da hipnoterapia precisa para fazer sucesso no mercado, também tomamos muito cuidado para que os nossos estudantes saibam exatamente qual ferramenta usar e o porquê.

livros empilhados

Fonte: Nietjuh / Pixabay

5. Teoria embasada

O grande diferencial de um profissional excepcional e um medíocre é: o excepcional sabe realmente o porquê de cada coisa que faz.

Dessa forma, além dele sentir total segurança no que faz (e o cliente se sente bem com isso), ele consegue ir atrás dos resultados desejados com muito mais eficiência.

Portanto, busque os motivos de cada parte do seu método e os esclareça aos seus estudantes. E se houver alguns detalhes que simplesmente são particularidades ou maneirismos seus, sem uma razão por trás, também deixe isso claro.

Como é na OMNI: Fazemos questão de que nossos estudantes saibam o porquê de cada detalhe que estão fazendo. Eles aprendem a pensar como um hipnoterapeuta, então, quando algo sai do padrão, eles sabem como improvisar.

6. Carga Horária

Não importa quantas horas vão aparecer no certificado, mas, sim, o seu planejamento de como fará a estrutura do seu curso. Ao fazer este planejamento, atente-se para os seguintes pontos:

  • Explicação: Esse é o mais fácil de planejar, é o tempo que você tem para explicar os conceitos e detalhes que estão atrás de cada técnica;
  • Perguntas: É fundamental acrescentar uma margem de tempo a cada explicação para dúvidas (acredite, por mais didático que você seja, as pessoas terão dúvidas e isso demanda tempo);
  • Práticas: Os estudantes só sentirão que aprenderam mesmo se praticarem aquilo que foi explicado (e isso vai gerar mais perguntas).

Como é na OMNI: Para nós, a carga horária que forma um hipnoterapeuta profissional, com tudo o que acreditamos ser essencial, é de 8 dias.

7. Pós-curso

Enfim, a primeira grande parte foi feita, que é criar uma experiência de aprendizagem excepcional. Agora vem uma segunda parte tão importante quanto: ajudar seus estudantes a fazerem sucesso.

Para ter ideias de ‘suporte pós-curso’, simplesmente pense que tipo de ajuda você gostaria de ter quando começou na área. Algo que ajuda muito os estudantes são materiais de ‘revisão pós-curso’ e uma comunidade de colegas que passaram pelo mesmo treinamento.

Conclusão

Tenho certeza, se você pensar com carinho nesses sete pontos ao criar seu curso, terá um grande treinamento. E lembre-se: como já falei, é necessário tempo para alcançarmos o ideal que buscamos. Por isso, não desista e faça um grande curso!

Se gostou do artigo, deixe aqui seu comentário e compartilhe com os amigos e familiares. Até breve!

 

 

Autor do best-seller Desbloqueie o Poder da Sua Mente, Michael também é empresário, palestrante, hipnoterapeuta e presidente da OMNI Brasil.
Começou seus estudos em hipnose aos 13 anos. A paixão pelo empreendedorismo veio logo depois. Em 2015, trouxe a OMNI para o Brasil, a maior escola de hipnoterapia do mundo, presente em 26 países.
Nos últimos três anos, sob o seu comando, o escritório brasileiro se tornou a maior base da instituição em todo o mundo.Michael é especialista em usar a hipnose no sentido de programar a mente para o sucesso.
Sente-se realizado com a missão de ajudar as pessoas a transformarem suas vidas.
Nas horas vagas, ouve rock e devora livros, especialmente biografias e títulos sobre realização pessoal e negócios.

X