Junte-se ao grupo de assinantes e receba dicas, e-books e artigos do HypnoPlace.



Como obter sucesso na hipnose

Hoje vou falar sobre um assunto que fez grande diferença para mim, em como conseguir hipnotizar alguém com sucesso.

Lógico que, principalmente no começo, falhei muito e muitas vezes fiquei decepcionado com as falhas. Mas o importante é persistir pois a prática nos torna mais confiantes e essa confiança é essencial para obtermos o sucesso na hipnose.

Durante meus estudos, um princípio que fez grande diferença para mim foi este que vou citar para vocês aqui. Foi realmente um divisor de águas e, quando eu internalizei esta ideia, percebi que as falhas diminuíram drasticamente e, consequentemente, as pessoas entravam em hipnose com mais facilidade.

Ainda hoje, após os nossos shows, muitas pessoas me perguntam: “Como você consegue hipnotizar uma pessoa tão rapidamente?” Outras me dizem: “Nossa, meu amigo não acreditava em hipnose e você conseguiu hipnotizá-lo!” E como conseguir obter este sucesso durante o processo da hipnose?

Eu gosto muito de dizer que o sucesso da hipnose depende basicamente de uma tríade, que vou detalhar um pouco mais agora.

Esta tríade é baseada na ideia do Triângulo, citada no livro ZAP dos hipnotistas Hon Wong, Gordon Fang-Wong e Noblezada. Apesar de eu ser totalmente contra alguns princípios demonstrados no livro, principalmente a indução utilizada para colocar o voluntário em transe, a qual, na minha opinião, é totalmente desnecessária (não precisamos derrubar a pessoa no chão como se fosse um “saco de batatas” para colocá-la em transe), achei interessante o princípio descrito no livro como “Triângulo”.

Basicamente esta tríade possui 3 elementos:

  1. Hipnose;
  2. Hipnotista;
  3. Voluntário (sujeito).

Estes 3 elementos devem estar relacionados entre si para que o processo da hipnose seja um sucesso. Deixe que eu esclareça um pouco mais.

Hipnotista à hipnose

O hipnotista deve ter bastante conhecimento em suas técnicas e ter muita segurança no que irá fazer. DEVE DOMINAR O ASSUNTO “HIPNOSE”. Ele consegue isso com muito estudo, fazendo cursos, lendo livros, adquirindo um amplo conhecimento para realmente entender o que está fazendo. Ele deve saber responder todas perguntas relacionadas à hipnose “na ponta da língua”.

O hipnotista não deve ter NENHUMA DÚVIDA sobre o que é hipnose, como ela funciona na mente humana, seus benefícios, enfim, tudo que seja relacionado ao tema hipnose. Isso lhe dará a confiança necessária para hipnotizar qualquer pessoa.

Se você tiver alguma dúvida sobre a hipnose, ou mesmo sobre como hipnotizar alguém, VOCÊ NÃO IRÁ CONSEGUIR HIPNOTIZAR SEU VOLUNTÁRIO.

Assim, o hipnotista deve acreditar em suas habilidades e deve acreditar que irá hipnotizar o voluntário. Deve estar plenamente confiante em seu trabalho e acreditar em seu potencial, em sua capacidade.

Você deve expressar confiança absoluta, competência e segurança à pessoa que será hipnotizada, deixando-a extremamente à vontade com você e com a hipnose (sem medos). No começo isso pode ser um pouco difícil e pode demandar um pouco de aparência. Aliás, nunca minta para as pessoas, mas demonstre extrema confiança e domine o assunto.

Considere sempre que você é o melhor no que faz. E aja exatamente como tal. Acredite que você é “O” HIPNOTISTA – como cita Anthony Jacquin em seu livro “A Realidade é Plástica”. Você não deve ser tornar “UM” hipnotista, alguém que saiba um pouco sobre hipnose: você deve se tornar “O” HIPNOTISTA.

Uma dica legal, quando você for hipnotizar alguém, é internalizar: “Eu sou o melhor e maior hipnotista e meu voluntário será o melhor sujeito para ser hipnotizado”. Aproveite uma das regras da mente que diz: “O que a mente espera acontecer, tende a acontecer.”

Voluntário à hipnose

O voluntário que será hipnotizado deve acreditar e, principalmente, confiar na hipnose. Ele deve saber exatamente o que irá acontecer e deve se sentir seguro e confiante com o processo. E isso conseguimos através de um excelente “PRE-TALK”. Posso dizer que 90% do sucesso na hipnose depende deste “PRE-TALK”. Alguns hipnotistas não dão muito valor a ele, mas é essencial e importantíssimo.

Mas o que é isso? “PRE-TALK” é uma conversa prévia, uma explicação anterior ao processo da hipnose. Uma conversa antes de colocarmos a pessoa em “transe”. Posteriormente falaremos mais a fundo sobre isso, mas somente antecipando um pouco, neste diálogo você deve tirar todas as dúvidas e medos que o sujeito tenha a respeito da Hipnose.

Além disso, é importante esclarecer todos os mitos envolvendo a Hipnose, explicando inclusive o que acontecerá na prática.Fale também os benefícios da hipnose, e como ela é utilizada para transformar vidas. Você não deve deixar nenhuma dúvida sobre a “o que é” pois, qualquer medo que a pessoa tenha, por menor que seja, pode atrapalhar todo o processo.

Utilize uma linguagem de fácil entendimento para que possa ser entendido por qualquer pessoa. Não adianta você querer usar termos técnicos e específicos e a pessoa não entender nada do que você está falando. É importante deixar claro para o sujeito que ele não estará exposto a riscos se concordar em ser hipnotizado.

Assim, geralmente fazemos com ele um “contrato” para que se sinta confortável, confiante e para que tenha certeza de que “nada ruim” irá acontecer.  Uma dica é, após o “PRE-TALK” pergunte a si mesmo: “O voluntário agora sabe exatamente o que eu vou fazer?”

Voluntário à hipnotista

O voluntário que será hipnotizado deve acreditar e, principalmente, confiar no hipnotista. E isso conseguimos através de um excelente “RAPPORT”. Mas o que significa esta palavra?

Significa que você está em sintonia com alguém (ou com um grupo de pessoas). Os benefícios de um ótimo “RAPPORT” são inúmeros, mas podemos citar principalmente uma enorme confiança que o voluntário terá em você, criando uma sensação de segurança. Segundo Anthony Robbins “RAPPORT é a capacidade de entrar no mundo de alguém, fazê-lo sentir que você o entende e que vocês têm um forte laço em comum. É a capacidade de ir totalmente do seu mapa do mundo para o mapa do mundo dele. É a essência da comunicação bem sucedida.”

Não teria como eu falar sobre todas as técnicas dele aqui, pois elas são inúmeras, mas posso dizer que uma conversa franca, olhando nos olhos da pessoa, com um sorriso no rosto (sem falsidade) e uma boa expressão corporal, são alguns fatores que influenciam para que possamos conseguir um bom “RAPPORT”. Mostre que você está ali para ajudar a pessoa e, principalmente para mostrar os benefícios e a sensação maravilhosa da hipnose, e não para expô-la ao ridículo ou mesmo para humilhá-la. Isso é muito importante!

Bom, espero que tenham aproveitado estas dicas. Como disse anteriormente, no momento em que internalizei estes princípios, meu sucesso durante o processo da hipnose aumentou consideravelmente. Ahhhh, e não se esqueçam: PRATIQUEM, PRATIQUEM, PRATIQUEM !!

Empresário, sócio proprietário da PROMAGIC, a maior empresa de mágica corporativa do Brasil, tendo como principal cliente o Hospital Israelita Albert Einstein. É graduado em Ciências Policiais de Segurança e Ordem Pública, com várias formações em Hipnose, Coach e PNL. Hipnoterapeuta OMNI, é criador do Magicamente, o maior show de Hipnose cômica do Brasil, que está há mais de três anos em cartaz, com mais de 250 apresentações por todo Brasil.

X