Junte-se ao grupo de assinantes e receba dicas, e-books e artigos do HypnoPlace.



Como me diferenciar no mercado competitivo e conseguir mais clientes?

Você sabe o que te impede de conseguir mais clientes e que causa a síndrome do preço baixo? Vou te dizer: Falta de posicionamento.

Deixa eu te explicar…

Digamos que exista a rua da hipnoterapia, um local onde todos os consultórios sejam de pessoas que trabalham com hipnose. Isso seria bom ou seria ruim? O que você acha?

A minha resposta pra você é: DEPENDE.

Por um lado, ter um local conhecido como o centro da hipnose vai ajudá-lo a conseguir novos clientes. A concentração de terapeutas faz com que a demanda aumente. Para o usuário é muito mais fácil se deslocar a um local que ele sabe que conseguirá o atendimento que ele precisa. Outro ponto positivo para o cliente é que nesse local ele poderá negociar preço e conseguir uma série de barganhas, uma vez que para ser conquistado poderá haver um banho de sangue entre os hipnoterapeutas que não pensam estrategicamente.

O mercado torna-se prostituído, com consultas cada vez mais baratas e profissionais cada vez mais frustrados.

Já viu isso acontecer em alguma profissão, ou em algum local em que existe uma grande concentração de profissionais? Um site da internet onde você pode encontrar profissionais de uma determinada área, por exemplo.

Por outro lado, agindo estrategicamente todos os terapeutas podem sair ganhando. Como?

A resposta é a criação de nichos de mercado!

O que é um nicho de mercado?

Segundo o Wikipédia, nichos de mercado são segmentos ou públicos cujas necessidades particulares são pouco exploradas ou inexistentes. A estratégia de aproveitamento de nichos está justamente na identificação das bases de segmentação que, quando explorados, representam o diferencial ou vantagem à empresa.

Trazendo para a realidade da hipnose, os segmentos de atuação podem ser:

  • Depressão
  • Emagrecimento
  • Gagueira
  • Timidez
  • Terapia Infantil
  • Hiperatividade

Quanto mais maduro o mercado vai se tornando mais você deverá aprofundar o seu nicho criando subnichos:

  • Mulheres com mais de 30 anos com depressão
  • Homens solteiros e gagos
  • Timidez em crianças com menos de 10 anos

E assim por diante.

Não acredita em mim?

Basta ver o caso dos médicos. Atualmente, quem ganha mais, consegue mais clientes e vive com agenda lotada? Um clínico geral ou um neurologista especialista em esclerose múltipla?

Agora, pense nessa mesma rua, onde você encontrará 20 consultórios diferentes, cada terapeuta com uma especialidade específica. Continua sendo o mesmo centro de referência, só que agora não existe mais concorrência, não existe mais banho de sangue. Todos podem se ajudar indicando pacientes para os colegas especialistas em determinada área.

Todos saem ganhando.

O terapeuta fica mais experiente, pois os casos tendem a ser cada vez mais parecidos, os clientes têm resultados melhores e se tornam mais confiantes de que alcançará o objetivo esperado, ficando dispostos, inclusive, a pagar muito mais pelo tratamento. Assim, você vai conseguir mais clientes e todo mundo sai ganhando.

Entendi Fagner, mas como eu faço para escolher o meu nicho de mercado?

Como escolher o meu nicho e conseguir mais clientes?

A primeira coisa que você precisa buscar é a afinidade. Eu, por exemplo, não daria certo no tratamento de crianças, pois me falta paciência. Mas se fosse pra trabalhar com ganhos financeiros e prosperidade eu passaria o dia inteiro falando sobre isso sem problemas. É algo que faz meus olhos brilharem. Nem vejo o tempo passar.

E você, qual é o tipo de atendimento que te deixa em flow?

A segunda coisa que você precisa ficar de olho é para a demanda. Qual é o tamanho desse mercado? Quantas pessoas buscam por esse tipo de suporte? Por exemplo, se você for no YouTube e digitar a palavra depressão, dá uma olhada na quantidade de visualizações dos vídeos que estão em primeiro na busca:

Ou seja, esse é um assunto bastante procurado. Vamos ver outro exemplo? Que tal pesquisar sobre gagueira:

Aqui eu fiz as pesquisas mais óbvias, mas eu te pergunto: quantas dessas pessoas que estão desesperadas em busca de respostas podem se tornar clientes. Principalmente se você se posicionar como um especialista na área?

Agora, o terceiro fator que você deve considerar é o quanto as pessoas estão dispostas a pagar para resolver aquele problema. Esse será um fator determinante na hora de escolher o valor do seu tratamento. Quanto maior a dor, mais a pessoa estará disposta a pagar.

Quer ver um exemplo? Se você pesquisar “como conquistar uma mina” vai encontrar quantidade de views muito maior que a da depressão, veja:

Contudo, qual dor é mais latente: a vontade de suicidar ou a necessidade de conquistar uma menina? E mais… quanto  de dinheiro alguém está disposto a pagar para resolver cada um dos problemas?
Analisando esses três fatores, você chegará na resposta que está buscando. Recapitulando:
  1. Qual o assunto que você mais gosta de tratar?
  2. Existe demanda para isso?
  3. Tem gente disposta a pagar para resolver esse problema?

Lembre-se, quanto mais forte for o problema e mais claro o resultado, mais fácil será cobrar. Se eu consigo te provar que você consegue ganhar 1 milhão de reais aplicando o que eu ensino, fica muito fácil pra você me pagar 10 mil reais. Afinal, 10 mil perto do resultado é nada… Concorda?

O próximo passo depois de escolher o seu nicho é construir a sua autoridade, mas isso eu vou deixar para um próximo artigo, afinal, esse já está grande demais.

A gente se vê ?

Atitude!

Empreendedor, professor, consultor em marketing digital e hipnoterapeuta OMNI, à frente da Praia Digital e do Movimento Freesider. É graduado em Publicidade e Propaganda, pós-graduado em Comunicação Pública e pesquisador nas áreas de Empreendedorismo, Investimento, Negócios e Marketing Digital. Já ajudou milhares de pessoas comuns a iniciarem seus negócios na internet, lotarem suas agendas e multiplicarem suas vendas com a ajuda da internet. Acredita que todo mundo merece ser livre, poder escolher o estilo de vida que quer ter. E por isso ensina como ganhar mais trabalhando menos.

X